Lançado inicialmente em 23 de junho de 1996, ”Super Mario 64”foi apresentado ao mundo através do prestigiado console Nintendo 64. Trazendo o encanador bigodudo em um mundo completamente 3D.”Super Mario 64” é título extremamente inovador em termos de jogabilidade e gráficos, e se tornou um dos títulos mais famosos de toda a série de jogos de ”Mario”

Na história, devemos salvar a princesa ”Peach”, que foi novamente capturada pelo grande vilão ”Bowser” e recuperar todas as estrelas roubadas por ele.

Controlamos ”Mario”, o famoso encanador bigodudo da Nintendo, que o tempo todo está sendo filmado por ”Lakitu”, e com o nosso grande herói, temos que entrar em fases e conseguir recuperar todas as estrelas. Começamos o jogo fora do castelo da princesa ”Peach”, e ao entrar nele, conseguimos achar as fases, que estão localizadas dentro de salas, e em cada sala, temos quadros, para entrar na fase, temos que achar o quadro em que é possível entrar. São 15 fases, cada uma com 7 estrelas, estrelas ”secretas” escondidas pelo castelo e estrelas que ganhamos nas fases de Bowser. Ao pegar uma certa quantidade de estrelas, abrimos a fase para enfrentar o temido vilão ”Bowser”, e ao derrotá-lo (Mario precisa acertar um soco em sua cauda, e girá-lo até atingir uma certa velocidade para jogá-lo até bombas que estão fixadas em pontos pela área) conseguimos uma chave, que abre uma porta que nos leva à outra sala, com mais fases. Em ”Super Mario 64”, temos um mundo 3D completamente moderno, com uma grande possibilidade de exploração, podendo descobrir lugares secretos dentro e fora do castelo. Há novos ”power ups” no game, como o chapéu com asas, que dá ao Mario capacidade de voar, o chapéu de metal, que deixa Mario com aspecto metálico, mais pesado e afundando na água, e o chapéu invisível, em que Mario pode atravessar certas paredes. Para usar estes ”power ups” temos que encontrar os locais secretos em que eles estão escondidos, e assim, ganhar o ”up”. Os ”power ups” clássicos como o cogumelo e a flor de fogo não estão presentes no game, já que possuí um conceito diferenciado dos clássicos jogos da série.

A jogabilidade é um tanto complicada de ser dominar, pois é um pouco complicado de ajustar a câmera ao nosso favor, nos confundindo diversas vezes. A movimentação do personagem é excelente, com pulos altos, velocidade suficiente para correr e ”acrobacias” muito divertidas e funcionais. Ao controlar o personagem, sentimos algo novo, que, diferente dos outros jogos, não andamos apenas para a direita, mas sim, por todo o mapa, criando uma atmosfera totalmente tranformadora. Se pularmos três vezes seguidas podemos alcançar uma grande altura, se agacharmos e pularmos, podemos dar um salto mortal e se agacharmos e pularmos para a frente, daremos um grande impulso. A jogabilidade é ótima, porém, a câmera é, muitas vezes, um grande empecilho. As músicas dos jogo são muito aprazíveis, transmitindo um sentimento mais prazeroso ao se jogar o game.

Super Mario 64 é recomendável para ”gamers” que apreciem a série de jogos do encanador, pois trás conceitos novos para o universo de Mario, criando um mundo completamente inédito. Os gráficos tornam a experiência de jogar ”Super Mario 64” ainda mais interessante, nos sentimos completamente livres para explorar, derrotar inimigos e recuperar as estrelas. Algo muito interessante no jogo é que, ao pegar todas as 120 estrelas, desbloqueamos um canhão que nos leva ao topo do castelo de ”Peach”, e lá encontramos ”Yoshi”,  um easter egg muito interessante, apesar de que não podemos controlá-lo. Super Mario 64 é um game tão excelente e não marcante, que foi feito um porte para o portátil ”Nintendo DS”, com o título ”Super Mario 64 DS”, com algumas melhorias de gráfico e novos personagens e um porte para Wii U, porém o jogo faz parte do ”Virtual Console”, sendo o exatamente o mesmo jogo do Nintendo 64. Este é um jogo que não pode deixar de estar na lista de ”jogos zerados” da Nintendo.

Nota final: 9,5

Segue abaixo um vídeo com o trailer de Super Mario 64 em sua época de lançamento:

The long night is coming, and the dead come with it.
Loading Facebook Comments ...